Resenha - Belle


Belle

Autor: Lesley Pearse
Editora: Novo Conceito
Classificação: Literatura estrangeira - Romance
Número de páginas: 560
Ano: 2012

“É preciso coragem para perder a inocência”

Belle nasceu em um bordel e foi criada por sua mãe Annie, atual dona do bordel e pela empregada Mog, que se tornou mais próxima de Belle do que a própria mãe. Tanto Annie quanto Mog tentavam ao máximo preservar a inocência de Belle e criaram algumas regras para que ela não ficasse sabendo o que realmente acontecia no andar de cima da casa. As meninas da casa eram proibidas de tocar em qualquer assunto relacionado às atividades do Bordel quando estivessem próximas à Belle e ela também não podia subir após as cinco horas da tarde. Com seus quinze anos de idade, Belle acreditava que a mãe oferecia festas para os homens se distraírem e usava as garotas para diverti-los, sem imaginar o que acontecia realmente. Na Londres do início do século XX isso já era suficiente
para que Belle recebesse olhares desaprovadores. Ela ajudava Mog com os serviços da casa e se ofereceu para fazer uma faxina no quarto das meninas. Acabou adormecendo em cima da cama de uma delas e quando se deu conta, era tarde demais para descer. Com medo por estar quebrando uma das regras mais importantes, ela se escondeu debaixo da cama. Nesse momento toda sua inocência foi brutamente quebrada ao descobrir a função real do bordel e ao presenciar o assassinato de uma das meninas. Belle é sequestrada pelo assassino em uma tarde, enquanto passeava pelas ruas. Kent, um homem extremamente perigoso, a leva para Paris onde é vendida para prostituição. Após ter sua vida totalmente destruída e sua inocência perdida ela é levada de um lado a outro até ir parar em New Orleans, onde aproveita a oportunidade levando a vida como cortesã, com o intuito de juntar dinheiro e voltar para sua família. Mas as coisas não são tão fáceis. E Belle terá que superar traumas, medos e as consequências por confiar nas pessoas erradas.

     Belle é forte e corajosa enfrentando as dificuldades com a sabedoria aprendida através de Mog. Annie é fria e tem dificuldade em expressar seus sentimentos, deixando Belle aos cuidados e carinhos de Mog, a quem Belle considera sua verdadeira mãe. Pouco antes de presenciar o assassinato, Belle conhece Jimmy, que veio morar com o tio, o antipático Garth, após a morte de sua mãe. Eles se tornam amigos instantaneamente. Após o sumiço de Belle, Mog, Jimmy, Garth e Noah (um repórter investigativo que é contratado para ajudar), se juntam para descobrir seu paradeiro.  Muitas vidas se cruzam e em meio à pessoas boas e outras nem tanto, Belle tenta sobreviver e voltar para casa.

    É difícil falar sobre o livro sem deixar spoilers, mas tentei me concentrar em não fugir da sinopse do livro. O livro é encantador. Apesar de ser uma história triste a gente se envolve com a trama e com a personagem. Não há um personagem de quem eu não tenha gostado, mesmo os maus, pois todos tem suas personalidades bem definidas e você simpatiza ou odeia na proporção de suas ações. Todo o cenário é muito bem descrito, fazendo-nos ser transportados para todos os locais onde Belle viveu. Apesar de muitas cenas fortes e às vezes chocantes, a narrativa flui de forma suave tornando a leitura prazerosa.

Ana


7 comentários:

Lú Miranda disse...

Eu simplesmente amo esse livro, e por ele a autora se tornou uma das minhas preferidas, se não a preferida! Belle é um livro que te faz sorrir, chorar, chorar novamente, ficar feliz, decepcionar, ter esperança. Cara, é um misto tão doido de emoção que você fica angustiado quando o livro acaba. Belle é um exemplo de personagem (e pq não pessoa?) que me fez ter coragem para certas coisas. Quando li um livro estava num momento muito difícil, e me inspirei para ser determinada igual ela.
Amo o livro, simplesmente!

Michelle Figueiraa disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Michelle Figueiraa disse...

Gente, eu fiquei com MUITA vontade de ler esse livro. Esse é o efeito de uma boa resenha, faz a gente ter vontade de ter o livro nas mãos na hora! Vou correndo comprar!
Ótima resenha Ana, como sempre.

Guilherme disse...

Comecei a ler esse livro, mas dei uma paradinha por causa do tempo, pretendo retomar a leitura ainda essa semana, porque aliás, fiquei muito curioso para retoma-la depois do seu ultimo parágrafo hehe

Beijos.
Guilherme.
http://omeu-diva.blogspot.com.br/

Silvana Sartori disse...

Oie Linda, tudo bem com você ?
Espero que sim, pois estou passando para retribuir sua visitinha
e dizer que fiquei feliz com o seu carinho viu ? Muito obrigada.
Fico feliz que esteja gostando das novidades em meu blog =]
E olha, estou curiosa por causa desse livro. Ontem mesmo na livraria daqui da minha cidade eu vi ele, mas fiquei um pouco com receio de compra-lo.
Me fala uma coisa, ele é um livro tipo, muito pesado ? Porque eu não curto muito terror e mta violencia. Se for o estilo de salve jorge beleza, porque trafico é o que tá em alta hoje né ? Mas eu queria saber de alguem sobre isso, porque eu fiquei sinceramente meia assim para comprar o livro.


Vou ficar aguardando sua resposta =]

beijinhos minha linda e se cuida


Daqui a pouco tem postagem nova no meu blog.
Não perde tá ?


lovereadmybooks.blogspot.com.br

Ana Michelle disse...

Oi Silvana, não costumo assistir novela rs, então não tenho como comparar com Salve Jorge. Tem algumas cenas fortes sim, como quando ela presencia o assassinato, quando é vendida e algumas no decorrer da história. Não sei se posso indicar a leitura pra você. Confesso que,apesar de ter estômago para cenas fortes, eu fiquei revoltada com algumas coisas que aconteceram com ela. Não com o livro em si ou a autora, entende. Mas foi a própria história que despertou o sentimento em mim. Isso foi um ponto positivo, pois essa é a intenção: despertar sentimentos nos leitores.
Obrigada pela visitinha.
Bjsss!!!!
Ana

Ana Michelle disse...

Oi Guilherme!Obrigada pela visita! termine de ler sim. É um ótimo livro.

Bjsss!!!
Ana

Postar um comentário