Resenha - Jogos Vorazes


      Jogos Vorazes

Autor: Suzanne Collins
Editora: Rocco
Classificação: Literatura estrangeira - Literatura Juvenil
Número de páginas: 400
Ano: 2010

      A Capital Panem surgiu após a devastação da América do Norte por secas, tempestades, incêndios, elevação do níveo do mar e guerras pelo pouco que sobrara. A Capital era rica e próspera sendo abastecida por 13 distritos onde, cada um, tinha uma função para prover a Capital: agricultura, pesca, fábricas, etc. Após uma rebelião o Distrito 13 foi destruído e, como consequência, para lembrar a cada Distrito que os “Dias Escuros” jamais deviam se repetir, foi criado os Jogos Vorazes.  Os adolescentes entre 12 e 18 anos, de cada distrito, eram obrigados a inscrever seus nomes. Os Tributos, como eram chamados, aos 12 anos tinham seu nome inscrito uma vez, aos 13, duas vezes e assim por diante. E ainda podiam inscrevê-lo mais vezes em troca de suprimentos para garantir o sustento da família durante o ano.
 
     Katniss era uma moradora do distrito 12, fornecedor de carvão. Após a morte do pai na explosão de uma mina e com apenas 11 anos, se viu obrigada a levar o sustento para casa para alimentar sua irmãzinha, Pim, e sua mãe que havia ficado catatônica após perder o marido. Agora, aos 16 anos, era uma sobrevivente. Forte, decidida, inteligente e segura, aprendera com o pai a caçar com arco e flecha, colher legumes e ervas na floresta além da cerca que circunda o distrito 12. Sua irmã, Prim, completou 12 anos e esse será seu primeiro ano de Colheita. Esse é o nome da cerimônia onde um menino e uma menina de cada distrito são sorteados para sacrificar suas vidas em uma arena. Local inóspito que pode ser um deserto, uma geleira, uma floresta e etc, onde os Tributos são largados à própria sorte para morrem nas mãos uns dos outros ou simplesmente de fome, sede ou frio. Só pode haver um vencedor, um sobrevivente. Katniss tem seu nome inscrito quarenta e duas vezes, mas, para sua surpresa, é Prim a sorteada. Desesperada em poupar sua irmã, Katniss se oferece para ir em seu lugar. A partir daí, Katniss e Peeta, o garoto sorteado, encaram o desafio de tentar manterem-se vivos durante os jogos.
     Esse livro é envolvente. Adorei cada pedacinho. Uma narrativa leve e ritmada que não dá vontade de parar de ler. Katniss é uma personagem madura que nos conquista por sua personalidade forte. Peeta também é um personagem bem marcante, apesar de sua personalidade só ter sido definida com base na sua paixão por Katniss. Gale, amigo de Katniss, teve pouquíssima participação na história, mas me conquistou. Espero que no próximo livro ele apareça mais. Acompanhei cada passo de Katniss, desde a Colheita até sua apresentação nos jogos, que são vistos pela Capital como um grande evento esportivo, e fui transportada para dentro da arena vivenciando tudo o que se passou com Katniss em um clima de cumplicidade. Torcendo para que seus patrocinadores fossem generosos, para que ela pudesse encontrar água e abrigo, fugir dos outros Tributos, muitos treinados para os jogos e para que tudo acabasse da melhor maneira possível.
     É o tipo de livro que nos deixa com aquela famosa ressaca literária e loucos para pegar logo no segundo volume. 

Ana

3 comentários:

Neriana Rocha disse...

Oi, Ana!
Esse livro é uma das minhas próximas leituras, adorei sua resenha.
E agora já estou te seguindo.
E quando você abrir a votação para os livros que você irá ler, venho votar também.
Obrigada pela visita e volte sempre! :)
Beijos!

Café com Leituras!
http://cafecomleiturasneriana.blogspot.com.br/

Adriana Silveira disse...

Também gostei muito desse livro. Já li a trilogia e dos três, esse é o meu preferido.

Roberta Vicente disse...

Tô querendo ler esse livro já faz um tempão e nunca tenho tempo, porque, Meu Deus?

Como não querer lê - lo ainda mais depois dessa tua resenha, Ana?

Beijocas!
http://pilhadecultura.blogspot.com/

Postar um comentário